(49) 99110.6868 (49) 3433.2900

Notícias

Febre amarela: número de mortes aumentam 5 vezes em uma semana

19 de Janeiro de 2018

Desde julho de 2017 já foram registradas 20 mortes por febre amarela no Brasil. A informação foi divulgada recentemente pelo Ministério da Saúde. O boletim epidemiológico anterior, do dia 8 de janeiro, mencionava quatro vítimas fatais da doença. Ou seja, os óbitos registrados aumentaram cinco vezes.

Quando considerados os casos confirmados (tanto o de pessoas que morreram quanto o das que superaram a infecção), o crescimento entre o boletim anterior e o atual também é representativo. No comunicado do dia 8, havia 11 ocorrências. No documento mais atualizado, o número saltou para 35, uma ampliação de 320%.

Mas atenção: todos os incidentes tem relação com zonas de mata, sendo transmitidos pelos mosquitos Sabethes e Haemagogus. Não há notificação até agora da disseminação dentro de centros urbanos pelo famigerado Aedes aegypti em áreas urbanas.

Como comparação, entre julho de 2016 e janeiro de 2017, foram listados 271 casos e 99 mortes, em um período marcado por um surto da doença.


PROBLEMAS À FRENTE?

O número de episódios confirmados pode subir, porque há 145 outros em investigação por equipes de secretarias de Saúde. Os representantes do Ministério da Saúde evitaram falar em “surto”, mas classificaram o fenômeno como um “aumento de incidência da doença”.

A situação é mais grave nos estados de São Paulo (20 casos e 11 mortes), Minas Gerais (11 casos e 7 mortes) e Rio de janeiro (3 casos e 1 morte). O Distrito Federal também reportou um caso que terminou em morte.


VACINAÇÃO

O Ministério da Saúde informou que vai disponibilizar aos estados lotes de vacina para campanhas junto à população. Qualquer pessoa pode se imunizar, à exceção dos que estão em situações de contraindicação, como pacientes em tratamento contra o câncer, indivíduos com imunossupressão e pessoas com hipersensibilidade à proteína do ovo.

Rua Dr. Victor Konder, 982
Edifício Grand Palazzo, Centro
Xanxerê - SC
49 3433.2900
Rua Celestino do Nascimento, 418
João Batista Tonial
Xanxerê - SC
49 3433.4547
(c) Laboratório Xanxerê. Desenvolvido por aleto.